RSS

Arquivo mensal: março 2007

Podcast, a nova era do rádio

Há tempos que se diz que o rádio está com os dias contados. Basta surgir uma nova mídia, que volta à tona a sentença de morte ao rádio. Mas fato é que o meio rádio está mais vivo do que nunca.

Quando me lembro da época em que passei a estudar no período da manhã, na 4ª ou 5ª série, me vem à cabeça o programa “O Pulo do Gato”. Mal acordava, minha mãe ligava o rádio na Bandeirantes, e eu e meus irmãos éramos obrigados a tomar café ao som de um longo “miau” seguido de um histérico grito de “bom dia!” do apresentador José Paulo de Andrade. Pois o programa não só ainda existe, como é o recordista em permanência no ar (34 anos, que serão completados em abril), na mesma rádio, com o mesmo apresentador e no mesmo horário, 6h da manhã, e – imagino – os mesmos miado e “bom dia!”.

Diante das novas tecnologias, é inevitável que o fim do rádio volte a ser alardeado. Afinal de contas, não há meio mais arcaico do que ele – mesmo os jornais, que têm sua origem no século 15 com Gutemberg, adaptaram-se incrivelmente às novas tecnologias. Já o rádio continua a ser feito como há 50 ou 60 anos: basta um locutor diante de um microfone no estúdio.

O advento da BandNews FM e, mais recentemente, da rádio Sul América Auto, são bons exemplos da vitalidade do rádio. Apesar de ficar com míseros 4% do bolo publicitário, o rádio usa e abusa da criatividade para sobreviver. No caso da Sul América, resgatou um modelo de seus primórdios, em que o patrocinador emprestava seu nome ao programa – como no Repórter Esso e no Mappin Movietone.

Mas o grande sinal de que o rádio não só está vivo, como está se reinventando, é o podcasting. A convergência de mídias, que tem na internet seu melhor suporte, transformou um produto tipicamente radiofônico numa febre da geração iPod. Entrevistas, depoimentos, colunas, opiniões e matérias em podcasts, que podem ser baixados em dezenas de sites por aí, indicam que estamos diante de uma nova era do rádio. Mas desta vez, na internet. E que pode dar novo gás às freqüências AM e FM.

Renato Delmanto

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 17/03/2007 em Mídia e jornalismo